Quando os leitores entram em contato com os tradutores

Fui convidada para participar do Clube do Livro Saraiva RJ deste mês, que aconteceu no dia 19 de abril na Livraria Saraiva do Rio Sul, falando sobre a tradução de livros new adult. O evento foi patrocinado pelo Grupo Editorial Record e todos os livros new adult que traduzi para a Verus Editora estavam lá: No limite da atração, No limite da ousadia (ambos da Katie McGarry), Bela Distração (Jamie McGuire) e True (Erin McCarthy). Também falamos de alguns que eu traduzi e ainda não foram publicados, mas já estão sendo divulgados: Entrelinhas (Tammara Webber) e Crash into you (Katie McGarry).

Quem me conhece sabe que sou mega tímida e morro de vergonha de falar em público, mas naquele dia eu me senti muito à vontade diante de mais de 150 pessoas que estavam ali simplesmente porque amam ler. Uma senhora se aproximou de mim e disse: “Que coisa boa esses jovens que gostam tanto de ler, né? Minha neta adora! Não quer saber de nada além de ler.”

Em certo momento, alguém me perguntou se eu tinha um livro xodó. Dos livros que traduzi para a Verus, tenho dois: No limite da atração, que foi minha primeira tradução para a editora, além de ser um livro com personagens queridos e histórias de superação, e True, que também tem personagens fortes e uma história emocionante.

Quando eu disse que fiquei muito feliz porque a série da Jamie McGuire sobre os irmãos Maddox veio para as minhas mãos, algumas meninas gritaram ao meu lado “Nós também! Nós também!”. Vocês têm noção do que um tradutor sente quando vê seu trabalho reconhecido? Somos lobos solitários, trabalhamos sozinhos em casa a maior parte do tempo e raramente temos contato com os leitores. Mais raro ainda é receber um feedback positivo desses leitores, que são super exigentes! Meu coraçãozinho quase não aguentou de tanta emoção.

É claro que minha lista de desejos aumentou muito, pois durante o evento eu conheci autoras e livros que ainda não conhecia. Algumas escritoras até enviaram por e-mail algumas mensagens para os leitores brasileiros.

Cheguei muito cansada em casa, mas extremamente feliz com a oportunidade de ter contato com tantos leitores animados e empolgados. Foi muito bom poder dividir com esse pessoal (todo mundo novinho, gente; que orgulho!) um pouco do que é o trabalho de tradução e a emoção que a gente também sente ao traduzir um livro. Foi ótimo estar cercada pelo carinho de tantos leitores ávidos.


CLÁUDIA MELLO BELHASSOF, tradutora de inglês para português e revisora de português desde 2003. Especializada em tradução literária, principalmente em gêneros como romance, fantasia e sick-lit para novos adultos e jovens adultos. Palestrante na IV Conferência Internacional da Abrates (junho/2013), na V Conferência Brasileira de Tradutores do ProZ (setembro/2013), no Café com Tradução (novembro/2013) e na 55th ATA Annual Conference (Chicago – 2014). Ex-Secretária Geral da Abrates – Associação Brasileira de Tradutores e Intérpretes (2012/2013).