Resenha: "101 Things A Translator Needs To Know" do WLF Think Tank

Existem vários livros sobre tradução; alguns se concentram em ajudar profissionais independentes a criarem o seu próprio negócio, outros dedicados a discorrer sobre a teoria da tradução. No entanto, 101 Things A Translator Needs to Know ["100 coisas de que um tradutor precisa saber"] tem um pouco de tudo para tradutores com vivências diversas. Na verdade, o livro funciona mais como um guia que oferece pequenas gotas de sabedoria e inspiração tanto para iniciantes, como para os mais experientes.

"101 Things..." foi escrito por um grupo de especialistas que se autodefinem como WLF Think Tank, ou seja, um grupo de reflexão composto por tradutores que estão na ativa e se reúnem no WordLink Forum desde 1995 para debater o estado da profissão. Eles vêm de três continentes diferentes e têm cerca de 500 anos de experiência combinada como tradutores, intérpretes, palestrantes de destaque e professores de idiomas.

Aqui estão duas lições do grupo que gostaríamos de compartilhar (tradução nossa):

N.º 73 "Permaneça na sua zona de conforto e especialize-se na variação linguística que lhe é natural. E eduque os seus clientes: conscientize-os de que uma solução que se encaixa em qualquer situação dificilmente servirá para qualquer coisa"

N.º 83 " Você não está traduzindo para si mesmo, mas para o cliente que lhe paga e o leitor que precisa compreendê-lo"

Com um grupo tão diversificado, porém coeso, esta "coletânea intuitiva" só poderia trazer boas notícias para o mundo da tradução, seja para os que estão aprendendo algo novo ou para os que estão reforçando o que já aplicam na vida real.