"The Translator Writes Back" ― blog coletivo para tradutores de livros

blog.jpg

Depois de ler uma resenha negativa injustificada, a tradutora de português para inglês Alison Entrekin escreveu uma carta aberta para um crítico literário do The Observer, caderno no jornal inglês The Guardian que publica notícias sobre literatura e idiomas, entre outros assuntos. A resenha foi escrita pelo romancista britânico Justin Cartwright, que criticou a tradução de Barba ensopada de sangue, escrito por Daniel Galera, que se tornou Blood-Drenched Beard em inglês.

Dentro deste contexto, Alex Zucker, tradutor literário de tcheco para inglês e amigo de Alison, teve uma ótima ideia: Por que não termos um blog onde profissionais podem publicar cartas abertas em resposta a críticas literárias negativas, que não indicam exatamente como uma tradução deixa a desejar diante do original. E assim foi concebido The Translator Writes Back (algo como "O tradutor rebate", em tradução livre). A boa notícia se espalhou e o site criado no tumblr recebeu até destaque no blog da editora Melville House, cujo artigo foi propagado pelas redes sociais.

Essa é uma iniciativa de valor inestimável para a conscientização do público a respeito de livros traduzidos e da equipe de profissionais que tornam possível a leitura de literatura estrangeira. Os resenhistas geralmente não se dão ao trabalho de mencionar que um livro é uma tradução e os tradutores nem aparecem na ficha técnica do livro.

No entanto, quando os tradutores são destacados, é porque o crítico está apontando "falhas" e "erros" de tradução. Como Alison escreveu tão eloquentemente, tal declaração pode ser justificada apenas quando o resenhista é bilíngue e tem a capacidade de ler tanto o original como a tradução, identificando assim tais erros na linguagem. Caso contrário, os críticos podem é estar criticando o estilo ou a escolha de palavras do original que, por sua vez, foram traduzidos fielmente pelo tradutor.

Aqui no eWordNews, não vemos a hora de ler mais cartas no site The Translator Writes Back, então se você é tradutor de livros e recebeu críticas negativas injustificadas, não pense duas vezes antes de entrar em contato com o website.