Apanhado de premiações a livros traduzidos

Está aberta a temporada de premiações novamente e hoje trazemos alguns livros traduzidos que estão entre os finalistas ou acabaram de ser reconhecidos em todo o mundo ao ganhar um prêmio literário.

 

PRÊMIO NACIONAL DE CRÍTICOS LITERÁRIOS

"The Infatuations", escrito por Javier Marías (Los enamoramientos) e traduzido do ESPANHOL para o INGLÊS por Margaret Jull Costa, está entre os finalistas na categoria FICÇÃO

"The Infatuations", escrito por Javier Marías (Los enamoramientos) e traduzido do ESPANHOL para o INGLÊS por Margaret Jull Costa, está entre os finalistas na categoria FICÇÃO

"The Kraus Project", que reúne ensaios de Karl Kraus e foi editado e traduzido do ALEMÃO para o INGLÊS por Jonathan Franzen, está entre os finalistas na categoria CRÍTICA LITERÁRIA

"The Kraus Project", que reúne ensaios de Karl Kraus e foi editado e traduzido do ALEMÃO para o INGLÊS por Jonathan Franzen, está entre os finalistas na categoria CRÍTICA LITERÁRIA

Além disso, Rolando Hinojosa-Smith receberá o Prêmio Ivan Sandrof por Conjunto de Obra. Aos 84 anos de idade, Rolando é professor de Literatura na Universidade do Texas em Austin, onde ministrou aulas durante quase três décadas. O autor é conhecido pela série de romances Klail City Death Trip, além de ser tradutor e ensaísta de sucesso e servir de mentor para várias gerações de escritores.


Antonia Lloyd-Jones é tradutora de polonês para inglês e recebeu o prêmio "Found in Translation", que geralmente é concedido a um único livro. Entretanto, este ano o júri abriu uma exceção e dediciu premiá-la pelos títulos que ela ajudou a publicar no ano anterior. Dentre os sete livros que ela traduziu em 2012-2013, destacam-se "Cold Sea Stories", de Paweł Huelle, e "A Grain of Truth", de Zygmunt Miłoszewski.


Na categoria TRADUÇÃO de inglês para português, o vencedor foi Caetano Waldrigues Galindo, com a nova versão de "Ulysses", de James Joyce. Outros dois clássicos foram finalistas: "Grandes esperanças", escrito por Charles Dickens e traduzido por Paulo Henriques Britto, e "Mrs. Dalloway", escrito por Virginia Woolf e traduzido por Tomaz Tadeu.

Na categoria TRADUÇÃO de inglês para português, o vencedor foi Caetano Waldrigues Galindo, com a nova versão de "Ulysses", de James Joyce. Outros dois clássicos foram finalistas: "Grandes esperanças", escrito por Charles Dickens e traduzido por Paulo Henriques Britto, e "Mrs. Dalloway", escrito por Virginia Woolf e traduzido por Tomaz Tadeu.

Na categoria TRADUÇÃO de alemão para português, o vencedor foi Luis S. Krausz, com a tradução de "Retrato da mãe quando jovem", de Friedrich Christian Delius. Dentre os finalistas estavam "Cada dia, cada hora", escrito por Natasa Dragnic e traduzido por Kristina Michahelles, e "Penumbras", escrito por Uwe Timm e traduzido por Marcelo Backes.

Na categoria TRADUÇÃO de alemão para português, o vencedor foi Luis S. Krausz, com a tradução de "Retrato da mãe quando jovem", de Friedrich Christian Delius. Dentre os finalistas estavam "Cada dia, cada hora", escrito por Natasa Dragnic e traduzido por Kristina Michahelles, e "Penumbras", escrito por Uwe Timm e traduzido por Marcelo Backes.

 

"Tradução Literária", do escritor e tradutor Paulo Henriques Britto, também recebeu destaque ao ser um dos indicados na categoria TEORIA / CRÍTICA LITERÁRIA.