"Palabras Errantes": a América Latina traduzida

blog.jpg

Descobrimos o Palabras Errantes literalmente ontem, ao ler o perfil da mais recente ganhadora do Prêmio de Jovens TradutoresLucy Greaves, que colaborou com o website com as suas traduções do espanhol para o inglês.

Foi amor à primeira vista, pois a missão do projeto é apresentar escritores latino-americanos pouco conhecidos do público que fala/lê inglês. Ou, como eles bem disseram:

"O projeto foi criado com o objetivo de estabelecer um diálogo entre os escritores latino-americanos e os leitores anglófonos interessados em ir além de Borges e Bolaño. Para isso, publicamos escritores que até o momento tiveram pouca ou nenhuma exposição nos círculos literários anglófonos, servindo também de fórum para os tradutores interessados na literatura latino-americana."

Eles organizam cada edição de acordo com o tema selecionado e recebem material enviado por tradutores de diversos países: Inglaterra, Irlanda, Canadá, Estados Unidos, Venezuela, México, Bósnia, Argentina, etc. O tema atual é "Palabras Errantes in Nueva York" e eles também dedicaram edições anteriores a Poesia e Narrativa argentinaVozes da Cidade Venezuelana e Projeto de Escritoras Uruguaias. Na próxima edição, vão publicar traduções de Ficção Especulativa Mexicana.

Considerando a variedade de cores e sabores que vem dos países da América Latina, são projetos como Palabras Errantes que realmente permitem que aqueles que não leem em espanhol possam apreciar o melhor da sua diversidade e descobrir escritores que de outra forma não teriam voz em inglês por meio dos canais tradicionais. Já que as editoras preferem investir na tradução de escritores célebres, como Gabriel García Marquez e Isabel Allende, que com certeza serão best-sellers  nos mercados da língua inglesa, às vezes cabe aos tradutores e editores independentes encontrar verdadeiras preciosidades e colocá-las sob os holofotes para o deleite de todos.