Leitores têm acesso a histórias de outras culturas e tradições graças aos tradutores

Matéria interessante sobre o estado das traduções literárias no sul da Ásia. O texto fala como mais editoras estão investindo em traduções para trazer perspectivas estrangeiras para esses países. Além disso, prêmios estão entregando incentivos monetários não só aos escritores, mas também aos tradutores locais, que são geralmente mal pagos e têm pouco prestígio ―uma mudança que parece ser animadora. Os governos também estão ajudando com a criação de programas cujo o objetivo é traduzir a literatura nacional para os seis principais idiomas da UNESCO: inglês, francês, árabe, espanhol, russo e chinês.

Leia a matéria completa [em inglês] no site The Pioneer