Gigantes literários da Espanha se perdem na tradução para o inglês

Aqui está um trecho de uma matéria excelente sobre o estado da literatura espanhola no mundo da língua inglesa.

Viva! Viva! Viva! Javier Marías entrou para os Clássicos Modernos da Penguin, sendo o primeiro escritor espanhol a receber destaque na editora desde Federico García Lorca. Já não estava na hora de o mundo da língua inglesa acordar para a literatura espanhola dos últimos 75 anos?

Um critério indiscutível de sucesso para qualquer romancista é ver sua obra virar um Clássico Moderno da editora Penguin, especialmente quando isso representa milhares de dólares. Foi isso o que aconteceu com Javier Marías. O escritor espanhol de 60 anos de idade, cujo título mais recente é "Los enamoramientos". Seu trabalho passará a ser publicado em inglês no princípio de 2013. Ele entra para um grupo exclusivo de escritores espanhois que fazem parte do catálogo da Penguin: Cervantes, Quevedo, Jacinto Benavente e Lorca.

É isso mesmo. Até então eram quatro escritores. Os dois primeiros faleceram no século 17, o terceiro em 1954 (apesar de ter deixado de escrever bem antes disso). Para a Penguin e a maioria das editoras nos EUA e no Reino Unido, parece que a literatura espanhola havia parado no tempo desde o assassinato de Federico García Lorca em 1936.

Matéria completa [em inglês] no site Ibero Sphere