Tradutor literário tem o direito de reescrever?

Dentre as críticas das quais os escritores chineses são vítimas atualmente está a alegação de que o único motivo pelo qual alguns deles são reconhecidos internacionalmente é o fato de seus tradutores terem feito um trabalho excelente.

Wolfgang Kubin, tradutor e defensor fervoroso da poesia chinesa contemporânea, atribui o sucesso de escritores como Jiang Rong, Su Tong e Bi Feiyu à intervenção dos tradutores que ―segundo ele― estão reescrevendo os textos originais para torná-los mais apetecíveis para o público ocidental.

Matéria completa [em inglês] no site China Daily